h1

Van Gogh dos Pampas

março 18, 2010

Quem o conheceu, conta que sua alegria era contagiante.

Com uma lente nas mãos, fazia o click de uma simples fotos se transformar em uma pintura.

Vem daí o seu apelido: Van Gogh dos Pampas.

O gaúcho JB Scalco marcou Placar.

– Chefinho, se prepara que hoje eu fiz três capas. Era este o jeito dele de chegar na redação e falar para Juca Kfouri o que tinha registrado de um jogo ou de um treino.

Era tão querido, tão querido, que seus colegas de redação iam ler a revista para ele quando estava em coma, no hospital.

Faleceu jovem; e levou com ele a categoria de quem produziu imagens brilhantes, como estas abaixo, que hoje brilham na parede de Carlos Maranhão.

Reprodução/Arquivo Carlos Maranhão

Reinaldo equilibra a bola na Copa do Mundo de 1978: elasticidade, suor e leveza

Reprodução/Arquivo Carlos Maranhão

Falcão explode de emoção no gol contra a Itália, na Copa do Mundo de 1982: emoção a flor da pele

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: